sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

A CELEBRAÇÃO DA ESTUPIDEZ NACIONAL


Por Judiclay S Santos

O Big Brother Brasil tem uma audiência que surpreende especialistas do mundo inteiro. Programas como o BBB existem em todo o mundo, mas só alcança índices altos de audiência em países como o Brasil, onde o cidadão vota para “eliminar” um bobão ou uma bobona qualquer, porém não se lembra em quem votou na última eleição.


É grande o desserviço que a Rede Globo vem prestando a nação brasileira. Uma organização que se ufana de ter um Q de qualidade, na verdade tem um E de esperteza. Estudos indicam que em cada “paredão”, com uma média de mais de 25 milhões de ligações, a Globo fatura milhões de reais (fora as outras fontes de receita), graças aos tolos de plantão. Em troca, o povo recebe entretenimento vazio, que em nada colabora para a sua formação. Na verdade o BBB tem sido uma grande escola, pelo menos para aqueles que querem aprender como ser falso, mentiroso, infiel, hipócrita, leviano, canalha, com todos os derivativos da falta de ética e imoralidade.



O brasileiro trabalha cinco meses do ano para pagar impostos que são usados, entre outras coisas, para sustentar a máquina pública tantas vezes emperrada por conta dos parasitas sanguessugas que lá estão. Como se isso não bastasse, esse mesmo povo sofrido, pega os seus recursos e numa única noite entrega a Globo oito milhões de reais. A sociedade dá audiência a esse tipo de patifaria televisiva e com isso contribui para a falência da família e dos valores morais e éticos.



Lamento ter que reconhecer que muitos cristãos negam a Jesus Cristo ao se prostrar diante da televisão para assistir o BBB. Os que assim procederam envergonham o Senhor andando no conselho dos ímpios, se detendo no caminho dos pecadores e se assentando na roda dos escarnecedores. Em nome do “não têm nada haver”, muitos crentes foram cúmplices nesse processo de degradação da nação brasileira.

Um comentário:

Renato Vargens disse...

Excelente reflexão. Concordo plenamente!

Renato Vargens